Na morte de Luiz Pacheco
a 5 de Janeiro de 2008

O Luiz Pacheco morreu, avisou, há minutos, outro escritor, jornalista, e companheiro do Diário Popular, José António Salvador. O meu pesar é grande pela morte deste resistente. Porém Luiz Pacheco é uma figura absolutamente singular, de génio único, por isso não desaparecerá das nossas Letras. O último livro do Luiz Pacheco foi publicado no Brasil, no final de 2007, na Escrituras, de São Paulo, com organização de Floriano Martins e minha. Eu ainda não vi o livro, espero que o Luiz Pacheco tenha recebido exemplares, pois foi certamente uma alegria para ele esta publicação fora de Portugal.
Os meus sentimentos à família e a todos os que o estimavam.
Maria Estela Guedes
Odivelas, 6 de Janeiro de 2008

LUIZ PACHECO, QUEM ÉS TU?
Por Júlio Conrado
MORREU O GRANDE LUIZ PACHECO!
Por Rui Mendes
Beijos do amigo José A. Salvador
Faleceu Luiz Pacheco (Lusa)
A PACHECAL FIGURA
Por Nicolau Saião
Hoje há pachecos, amanhã não sabemos…
Por Maria Azenha
DIÁRIO DE UM PRE-SENTIMENTO
Risoleta Pinto Pedro
LUIZ PACHECO
Por Utopikus Cirkus
Ruy Ventura
[de Luiz Pacheco aos seus abutres]
 
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano