GERARD CALANDRE

VESTÍGIOS

Trad. Nicolau Saião

VESTÍGIOS - INDEX
AS FÉRIAS

As funções dum que Desligo o telefone Penso

que conheço a escrita e afinal é isto

Enquanto falava interrogava-me As conjunções

os advérbios Um texto por exemplo em inglês “Em tempos

idos, ir em diligência de Mount Miller para Oregon(…)”

Deuses, como é difícil pôr um nexo em tudo isto

e depois as vozes civis entarameladas

A campainha da porta soa

Abro a carta Afinal estou de férias Irei

à terra das laranjeiras visitar os meus cunhados

De mim para mim congemino encher a tripa de enguias fritas

 

Um de, vários mas, dois talvez

Ah os segredos das coisas incertas

Traves estruturas um penso sobre a ferida ainda fresca

Em lugares estranhos se contemplam substantivos

Irei com o sol aberto ver a ravina onde crescem malmequeres

Actualmente digo há autocarros para todos os locais do mundo.

Gérard Calandre nasceu em 1952, na Bretanha, França. Viveu na Itália, leccionando na cidade de Messina. De formação científica, tem-se mantido afastado do mundo das Letras. Autor do livro Vestígios, traduzido por Nicolau Saião e de textos esparsos sobre o seu ramo profissional. Visitou Portugal em 1992 e 1997. Após o falecimento de sua mulher foi viver para o Canadá francófono.

Tem colaboração nas revistas “Diversos” – dir. José Carlos Marques, “Bicicleta” – orientada por Manuel Almeida e Sousa, “Agulha”(Brasil) – dir. Cláudio Willer & Floriano Martins, etc..

NS

 
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano