NICOLAU SAIÃO

OS VERBOS IRREGULARES

Literatura metafísica

- Não concordo consigo, Pizarro – referiu Viracocha esboçando um sorriso – Acho a maioria dos críticos do lugar uns (...) e ainda é dizer pouco!

- Pouquíssimo! - disse Alexandre Magno levantando a cabeça da folha de papel e observando atentamente o Capitão Morgan que podava roseiras – E os adeptos do golfe estruturalista, do bilhar psicológico, Viracocha? Aqueles desqualificados éticos que desculpabilizam batoteiros e hostilizam as suas vítimas só para manterem o status quo que lhes preserve os privilégios corporativos em que se enleiam como uma verdadeira (…) que são?

- Não me tire as palavras, ó Alexandre – regougou Luís XIV sem lhes ligar meia e dando um jeito na peruca – Esses tipos são uns perfeitos (…). Nem sei que mais lhes chamar! Repare nas suas conversinhas, nas suas...escriturazinhas: falam muito a sério na qualidade de um texto de Rilke, de Marcial Lafuente Estefania, do Queirós e do Brandão, de Marcel Proust, de Silver Kane – quando deviam era estar moídos de pancada por três cidadãos, desses que se estão rilhando para as famas e demais traquitanas de tal forma que já só andam nisso para apoquentar o sistema dentro do seu raio de acção. Repare que...

- Ouça, seu luisão das dúzias – atirou-lhe Pizarro com um sorriso meio escarninho – Tem de notar que agora o que faz moda no reino são os trechinhos entre o lírico e o irónico dumas cabecinhas requentadas, sem ponta de talento ou de (…), mas que os donos da fita acarinham como ovelhinhas... É a altura da graça meio-sacana meio-poética, tá a ver...? Em épocas de decadência e já nem falo de decadência ética mas em malta sem (…), percebe? estimula-se a galhofa, isso é bom para os vivaços-espertalhaços!

- A um desses safados fiz eu a cabeça em água. Literalmente... – disse Ricardo Coração-de-Leão pespegando um murro na mesa – Levou com uma massa-de-armas no alto da cachimónia que nunca mais escreveu uma linha, esse fedorento! Se todos procedessem assim, acabavam-se os abusos num ápice. Mas vocês é só conversa de chacha, Pizarro...

- Isso é o que você pensa, Ricardo – volveu Pizarro pondo-se em pé com modos impetuosos – Ainda ontem eu e aqui o Hernán Cortez démos cabo do canastro a três “artistas” duma revista de análise literária com prosaria de fugir, empalando-os que até ficaram hirtos... O que os biltres espumaram antes de darem as tripas ao Criador... Não foi, Rob Roy?

As risadas ecoaram pela vasta quadra celestial. Como rajadas. Como chuva de temporal…

Pé ante-pé, antes que alguém reparasse que eu estava a espreitar o Além pela nesga de firmamento, escapuli-me sem um sussurro. Mui pianinho…

Pudera não! As coisas, estava a comprová-lo, também não andam a correr lá muito bem na pradaria das caçadas eternas.

 
 

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano