HELENA FIGUEIREDO..
ENTRE PÁSSAROS E HORTELÃ
ACTO INSTINTIVO
LA FOLIE
SONETO DE AMOR
DES (GOSTOS)
SOPRO DIVINO

Soneto de amor

Diz-me passarinho, de trinar ao vento,
alguém te enviou embalar-me a dor?
Cantas serenatas com tanto fervor,
que no meu regaço secou o desalento!

Prendeste tuas asas às franjas do lenço,
que saudosa ponho, quando perco o norte.
Tem marcas de vida, mas a cor da morte,
Prendeste tuas asas, na esperança, que venço.

Nunca saberei onde tens o ninho,
inútil desejo na cruz da jornada.
Já te sinto meu, doce passarinho!

E, embora penosa seja a caminhada,
adormeço e acordo envolta em carinho,
de alguém que cantando, me fez sua amada!
 

Helena Figueiredo nasceu em 9 de Março de 1959, numa pequena aldeia do concelho de Carregal do Sal, distrito de Viseu. É licenciada em Educação de Infância, e desde os 21 anos que trabalha com crianças entre os 3 e os 6 anos. Entre 2003 e 2006 prestou assessoria ao Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas de Carregal do Sal.

http://noreinodacriatividade.blogspot.com/
helena_lopes_m@hotmail.com

Entrada no TriploV: Abril de 2008
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano