CARLOS BERNARDI
O que é ser histero-neurastênico

1. A carta psiquiátrica
2. Loucura, ficção e imaginação
3. Piratas
Notas . Bibliografia

Notas

1 Ellenberger, Henri. El Descubrimiento del Inconsciente, pág. 115.
2 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 59.
3 Frase dita por Ponce de Leão, quando Pessoa o visitou em sua casa.
Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 43.
4 Lopes, Teresa Rita. Pessoa por Conhecer, vol. I, pág. 46.
5 Pessoa, Fernando. Citado em Lopes, Teresa Rita. Pessoa por Conhecer, vol. I, pág. 45.
6 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 263.
7 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 512.
8 Pessoa, Fernando, Obra Poética, pág. 181.
9 Pessoa, Fernando. Citado em Lopes, Tereza Rita. Pessoa por Conhecer, vol. I, pág. 32.
10 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 464.
11 Maringone, Gilberto. Barão de Itararé, in: Teoria e Debate, abril de 1995, págs. 31-36.
12 Berry, Patrícia. Hamlet's Poisoned Ear, in: Spring 1982, pág. 210.
13 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, págs. 275-276.
14 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 273.
15 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 53.
16 Pessoa, Fernando. Obra Poética, págs. 235-236.
17 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 59.
18 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 156.
19 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 504.
20 Estamos utilizando o Dicionário Inglês-Português de Antônio Houaiss.
21 Hillman, James. Going Bugs, Spring, 1988, pág. 59.
22 Lopes, Teresa Rita. Pessoa por Conhecer, vol. I, págs. 167-169.
23 Pessoa, Fernando. Obra Poética. Poema intitula-se Iniciação.
24 Breton, André. Manifestos do Surrealismo, pág. 36.
25 Hillman, James. On Paranoia, pág. 13.
26 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 545.
27 Pessoa, Fernando. Citado em Lopes, Teresa Rita. Pessoa por Conhcer, vol. II, pág. 114.
28 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 164.
29 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 64.
30 Norris, Cristopher. Deconstruction, pág. 37.
31 Hillman, James. On Paranoia, pág. 16.
32 Pessoa, Fernando. Citado em Quadros, António. Fernando Pessoa: Vida, Personalidade e Génio, pág. 259.
33 Bachelard, Gaston. Lautréamont, pág. 17.
34 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 212.
35 Jung, Carl Gustav. Letters, vol. II, pág. XLVI.
36 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 306.
37 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 308.
38 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 309.
39 Pessoa, Fernando. Obra Poética, págs. 309-310.
40 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 315.
41 Padrão, Maria da Glória. A Metáfora em Fernando Pessoa, pág. 94.
42 Simões, João Gaspar. Vida e Obra de Fernando Pessoa, págs. 59-60.
43 Padrão, Maria da Glória. A Metáfora em Fernando Pessoa, págs. 83-84.
44 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 319.
45 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 319.
46 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 324.
47 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 325.
48 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 325.
49 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 326.
50 Hillman, James. On the Necessity of Abnormal Psychology: Ananke and Athene, pág. 1.
51 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág.327.
52 Quadros, António. Fernando Pessoa: Vida, Personalidade e Génio, pág. 148.
53 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 356.
54 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 303.
55 Hillman, James. Re-Visioning Psychology, pág. 74.
56 Moore, Thomas. Dark Eros, pág. 10.
57 Moore, Thomas. Dark Eros, págs. 8-9.
58 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 329.
59 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 331.
60 Pessoa, Fernando. Obra Poética, pág. 335.
61 Pessoa, Fernando. Obra em Prosa, pág. 84.
62 Man, Paul de. A Epistemologia da Metáfora, pág. 21.
63 Hillman, James. Healing Fiction, pág. 40.

Carlos Bernardi

FERNANDO PESSOA
 
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano