Procurar textos
 
 

 

 

 

 




 



*************Eugénia Vasques
O Papel do Poema «Correspondances»
no Teatro de Vanguarda dos Séculos XIX e XX

Colóquio Internacional "Baudelaire (1821-867) e as Posteridades do Moderno

INDEX

1. O Teatro de Baudelaire
2. Baudelaire e o conceito wagneriano de Gesamtkunstwerk
3. Gesamtkunstwerk e “Correspondências”
4. “Correspondências” e Sinestesias
5. “Correspondências” e As Vanguardas Teatrais

NOTAS

Notas

(1) Cf. Barthes, p. 57e Pichois, p. 1440.

(2) Cf. Gómez, pp. 35-36.

(3) Cf. Barthes, p. 57, nota 1.

(4) Cf. Gómez, pp. 35-36 e Oeuvres Complètes I, pp. 1438-1467.

(5) Cf. Gómez, p. 43.

(6) Cf. o meu livro O Que É Teatro, pp. 77-81.

(7) Cf. Lourenço, pp. 216-243.

(8) Cf. Lourenço, p. 226.

(9) Idem, ibidem.

(10) de duas formas distintas. Uma dessas explicações faz radicar o fenómeno numa origem fisiológica, que pode ser suscitada por uma patologia individual ou, pelo contrário, por uma origem unitária da percepção sensível em latência no ser humano; a segunda explicação é de ordem psicológica: as correspondências entre cores e sons, por exemplo, seriam produzidas por simples associação de ideias suscitadas por uma experiência comum ou ligada à experiência de vida de cada pessoa (cf. pp. 11-12).

 
   
   

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano