Armando Nascimento Rosa

ROSTOS DE NARCISO
- SOBRE D. JOÃO E JULIETA, DE NATÁLIA CORREIA -

INDEX
Rostos de Narciso
Notas bibliográficas
Bibliografia

Notas Bibliográficas

(DJJ) CORREIA, Natália, D. João e Julieta, prefácio de Armando Nascimento Rosa, Lisboa: SPA/D. Quixote, 1999.

Anteriormente a esta peça, já Natália nos fornecera, (no livro Poemas, de 1955), um retrato do sedutor arquetípico, em poema dedicado a Eugénio de Andrade de nome D. João; no qual a «estranha e profunda castidade» (DJJ. p. 58) narcísica, que a sua personagem teatral afirma manter, surgia como fonte mortífera de fascínio para as mulheres-eco que por ele se encantam. Veja-se a estrofe final do poema D. João:

«As que para ele extasiadas / da morte se encaminharam / ao seu destino não eram dadas. / Por isso nelas se diluiu / suspenso das coisas nunca tocadas.» CORREIA, Natália, Poesia Completa (O Sol nas Noites e o Luar nos Dias), Lisboa: D. Quixote, 2003.

 

 




 

 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano