Procurar imagens
     
Procurar textos
 

 

 

 

 


 

 

JOSÉ AFONSO
ZECA AFONSO

JOSÉ AFONSO
Antologia Mínima, por Rui Mendes
In Cantares
O tecto do mendigo

Num lugar ermo

Só no meu abrigo

Aí terei me tecto

E meu postigo

 

De longe em longe

À luz das madrugadas

Duas camisas

Quem não tem lavadas

 

Aí serei seu dono

E companheiro

Dizei amigo

Se não sou solteiro

 

E se morrer

O tecto que não caia

Porque o mendigo

Dorme de atalaia

 
 
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano