RUY VENTURA
HABITAÇÃO DO TEMPO
legenda
 

que mão, ou que pedra,
apagaram dessa face
a legenda do tempo
e do lugar?

apenas de perfil
o rosto se vislumbra,
ausente –
hoje e nessa hora
em que pagaste à terra
a última (?) viagem.

que arado lavrou
a cidade nesse dia?
que junta soube unir
às margens desse rio
a direcção do sol
e o curso desse vento?

dissolvida na memória, a imagem
deixa apenas adivinhar suas raízes:
alguns traços sem sombra,
uma palavra
que o corpo vai roendo

sem pronúncia,
sem geografia.

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano