:::::::::::::::::::RUY VENTURA:::::

ANTONIO SÁEZ DELGADO: DIAS, FUMO
(Tradução de Ruy Ventura)
ALMA AZUL . 2003

DIAS, FUMO - INDEX

PARQUE DE CASTELAR

Sobre o jardim do convento de San Domingo traçaram as mãos cansadas de dois jardineiros portugueses o itinerário perfeito da felicidade. As árvores deste parque conseguem, à distância, que seus passeios não conheçam a luz do sol. Cresceram ora altivas ora aborrecidas, servindo de sombra e de esconderijo a amantes clandestinos e a anciãos que parecem saber tudo. Houve um tempo em que as guitarras flamengas preenchiam aqui a noite com seus gritos e seus sussurros. Agora são as crianças que povoam este jardim tão delicadamente provinciano, enchendo de jogos e de risos os mesmos bancos que, ao cair da tarde, acolhem os jogos do amor furtivo, condenado a ser sempre o mais livre.

Imaginar aqui que somos outros é tão fácil como elevar a vista e descobrir alguém entre as árvores.

RUY VENTURA (Portalegre, 1973) é professor na península da Arrábida. Publicou, em poesia, Arquitectura do Silêncio (Lisboa, 2000; Prémio Revelação de Poesia, da Associação Portuguesa de Escritores), sete capítulos do mundo (Lisboa, 2003), Assim se deixa uma casa (Coimbra, 2003) e Um pouco mais sobre a cidade (Villanueva de la Serena, 2004) e O lugar, a imagem (Badajoz, 2006 – no prelo). Organizou as antologias Poetas e Escritores da Serra de São Mamede (Vila Nova de Famalicão, 2002), Contos e Lendas da Serra de São Mamede (Almada, 2005) e Em memória de J. O. Travanca-Rêgo e Orlando Neves (na revista Callipole, nº 13, Vila Viçosa, 2005) e o livro José do Carmo Francisco, uma aproximação (Almada, 2005). Traduziu a antologia 20 Poetas Espanhóis do Século XX (Coimbra, 2003) e os livros de poemas Dias, Fumo, de Antonio Sáez Delgado (Coimbra, 2003), Jola, de Ángel Campos Pámpano (Badajoz, 2003) e A Árvore-das-Borboletas, de Anton van Wilderode (Badajoz, 2003). É colaborador de várias revistas nacionais e estrangeiras, nomeadamente espanholas, brasileiras e americanas. Como ensaísta, tem escrito sobre Poesia Contemporânea, Literatura Tradicional e/ou Oral e Toponímia.

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano