Pedro Nobre
Reflexos

SOFRIMENTO

Vida em consternação

Que a noite rejuvenesce

Não querendo a cicatrização

Da solidão que me enfraquece

 

O dia de luto se vestiu

Sentindo o meu mortificar

O meu olhar fugiu

Não quis cá ficar

 

Uma lágrima mais a aviltar

Pensando no tempo que já é passado

Para trás quero regressar

Sair deste mundo isolado

 

Na estrada ando perdido

Ao encontro da felicidade

De um amor falecido

Que já me cria saudade

 

Há alturas na vida

Quando paramos para pensar

Não encontramos a saída

Do sentimento que nos faz magoar

 

Será que devo desistir?

Mas sozinho não quero morrer

Aparece para eu te seguir

E a minha escuridão desaparecer…

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano