JOÃO GARÇÃO

De “OS VERSOS DO ZÉ POVÃO”

Abcedário

Solfejo

Sentimento

Muralha

Sábado

Outrora

Inventário portalegrense

Aguarela

Periscópio

Página

Estante

A Raul Proença

SÁBADO

Sinto-te respirar

enquanto a noite vai andando pelo mundo

e detrás das portas há mais silencio

como se as palavras tivessem partido

 

Armários e cadeiras são como presenças

são presenças entre as paredes

e tudo vai vivendo de novo

sem perguntas em nós e sem mágoas.

 

Nas antigas memórias

onde tudo se acolhe

as vozes esperam o tempo

de renascer.

 
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano