Procurar imagens
     
Procurar textos
 

 

 

 

 


 

 

MORTE E VIDA SEVERINA
João Cabral de Melo Neto
O RETIRANTE EXPLICA AO LEITOR
QUEM É E A QUE VAI
 
ENCONTRA DOIS HOMENS CARREGANDO UM DEFUNTO
NUMA REDE, AOS GRITOS DE "Ó IRMÃOS DAS ALMAS!
IRMÃOS DAS ALMAS! NÃO FUI EU QUEM MATEI NÃO!"
 
O RETIRANTE TEM MEDO DE SE EXTRAVIAR POR SEU GUIA,
O RIO CAPIBARIBE, CORTOU COM O VERÃO
 
NA CASA A QUE O RETIRANTE CHEGA
ESTÃO CANTANDO EXCELÊNCIAS PARA UM DEFUNTO,
ENQUANTO UM HOMEM, DO LADO DE FORA,
VAI PARODIANDO A PALAVRAS DOS CANTADORES
 
CANSADO DA VIAGEM O RETIRANTE PENSA
INTERROMPÊ-LA POR UNS INSTANTES
E PROCURAR TRABALHO ALI ONDE SE ENCONTRA.
 
DIRIGE-SE À MULHER NA JANELA QUE DEPOIS,
DESCOBRE TRATAR-SE DE QUEM SE SABERÁ
 
O RETIRANTE CHEGA À ZONA DA MATA,
QUE O FAZ PENSAR, OUTRA VEZ, EM INTERROMPER A VIAGEM.
 
ASSISTE AO ENTERRO DE UM TRABALHADOR DE EITO
E OUVE O QUE DIZEM DO MORTO OS AMIGOS QUE O
LEVARAM AO CEMITÉRIO
 
O RETIRANTE RESOLVE APRESSAR OS
PASSOS PARA CHEGAR LOGO AO RECIFE
 
CHEGANDO AO RECIFE O RETIRANTE SENTA-SE
PARA DESCANSAR AO PÉ DE UM MURO ALTO E CAIADO
E OUVE, SEM SER NOTADO, A CONVERSA DE DOIS COVEIROS
 
O RETIRANTE APROXIMA-SE DE
UM DOS CAIS DO CAPIBARIBE
 
APROXIMA-SE DO RETIRANTE O MORADOR
DE UM DOS MOCAMBOS QUE EXISTEM ENTRE O CAIS
E A ÁGUA DO RIO
 
UMA MULHER, DA PORTA DE ONDE SAIU O HOMEM,
ANUNCIA-LHE O QUE SE VERÁ
 
APARECEM E SE APROXIMAM DA CASA DO
HOMEM VIZINHOS, AMIGOS, DUAS CIGANAS, ETC
 

COMEÇAM A CHEGAR PESSOAS TRAZENDO
PRESENTES PARA O RECÉM-NASCIDO

 
FALAM AS DUAS CIGANAS QUE HAVIAM
APARECIDO COM OS VIZINHOS
 
FALAM OS VIZINHOS, AMIGOS, PESSOAS QUE
VIERAM COM PRESENTES, ETC
 
O CARPINA FALA COM O RETIRANTE QUE
ESTEVE DE FORA, SEM TOMAR PARTE DE NADA
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano