HIRONDINA JOSHUA....
Invenção e outros poemas

Abstracção

 

No fogo,

Reside a pupila abstracta do poema.

Ou um coração...

No idioma soturno da língua.

 

 

Invenção

 

 

De súbito,

o desejo despeja-se

no corpo inventado,

há uma contemplação invisível.

 

É momento de luz:

 

 Uma mão pronuncia a voz do interior

 e outra subjacente vagueia

 no ar procurando o dom do amor.

 

Adeus

 

Pretendo chegar a Deus

Sílaba a sílaba

Com sangue puro

Como quem luta

E nunca soube o que é lutar

Sou inerme

Na carne da substância pura:

Matéria do trabalho cósmico,

Fenómeno do fogo

“Strictu sensu”.

Chamo a Deus

No semblante amorfo da música.

 
 

Hirondina Joshua nasceu em Maputo, Moçambique,  a 31 de Maio de 1987. Ainda não tem nenhuma obra publicada em livro. Está integrada nas antologias de poesia e prosa publicadas pela Associação dos Escritores de Moçambicanos intitulados “ Esperança e Certeza I e II ” respectivamente. Foi também antologiada no livro “A minha Maputo é...” publicada pela Minerva. Tem poemas publicados no jornal Notícias, na revista Literatas, revistas brasileiras: Acrobata, Por dentro da África, Òmnira. Encontra-se também a sua poesia publicada numa antologia espanhola intitulada: “Alquimia del fuego”. Foi mencionada no Prémio Mundial de Poesia Nosside Edição 2013. É colaboradora da revista Òmnira.

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano