Procurar imagens
     
Procurar textos
 

 

 

 

 


 

 

Gustavo Dourado
Romances de Cordel
Cordel da Cri$e: Crie

Mostra o retrato da crise em que vivemos e fomos submetidos.
Uma crise que reflete as contradições do mundo contemporâneo...
Sobrevivemos ante a crise fabricada nos subterrâneos do poder...
Usemos a criatividade para superarmos a agonia que nos é imposta...
Venceremos se soubermos dosar trabalho ciência, conhecimento e alegria.


Cordel da Cri$e: Crie...
Gustavo Dourado

É crise  pra todo lado:
Crise aqui, crise acolá...
Fomiséria...Desemprego:
E  o velho blábláblá...
Quem  paga  o pato é  o povo:
Valei-nos  Jesus e Alá...

Só se fala em demissão:
Em crise  imobiliária...
Concrise do Capital:
A cricrise tributária...
É a crise induzida:
Na torpe mídia diária...

É a crise financeira:
Crise  internacional...
Obama herdou do Bush:
A crise  trilateral..
Europa, USA, Japão:
Cataclisma mundial...

Tsunami monetária:
Reflete a sacanagem...
Exploram  o trabalhador:
Promovem a vadiagem...
Assaltam o bolso do povo:
Na grandiosa  pilantragem,,,

Juros, multas, inflação:
O dinheiro de  mentira...
Dólar, Euro e Yen:
Libra, Marco, Franco, Lira...
A  moeda  da  ganância:
É  o capital que gira...

Clonam  o cartão de crédito:
O descrédito  é geral...
É crime e violência:
Na tela audiovisual...
Ladrão vira excelência:
No Kongresso Natyonal...

O  viés da economia:
Financia todo o mal...
Marx previu a crise:
A derrocada final...
Surgirá  novo sistema:
De  progresso social...

Bancos lucram bilhões:
O  povo a  passar fome...
Pedem  para gastar:
A propaganda consome...
Emprestaram sem ter  lastro:
O bicho  pega e come...

Privatizaram as teles:
Aos bancos enriqueceram...
Congelaram o salário:
O sonho arrefeceram...
Iludem com a novela:
A alienação teceram...

Eles  prometem de tudo:
Vida boa., bem estar...
O  povo vive  iludido:
Big Brother está  no ar...
O Grande Irmão paralisa:
A ciência do pensar...

Lucraram. Ficaram ricos:
Comeram bom caviar...
No banquete de  primeira:
Lagosta do alto mar...
Faisão, perdiz e codorna:
O luxo a  nos arrotar...

Para  o  povo sobra  o lixo:
O  imposto do alimento...
Aluguel e loterias:
A taxa do desalento...
Só  lhe sobra a certeza:
Que soçobra  o sofrimento...

É  preciso  investir:
Em trabalho e  produção...
Em ciência e cultura:
Técnica e educação...
Preservar a  natureza:
Acabar a exploração...

Crie e vença a crise:
Revolucione o ser...
Educação  é vital:
A ciência do saber...
Só com  o conhecimento:
Virá novo amanhecer...

Para se vencer a crise:
Desligue  a televisão...
Leia  um bom romance:
Faça  uma boa ação...
Use a criatividade:
Vá  pra quinta dimensão...


Gustavo Dourado
www.gustavodourado.com.br

Gustavo Dourado. Bahiano de Recife dos Cardosos-Ibititá (Irecê)-Chapada Diamantina, Gustavo Dourado (Amargedom). No DF há 29 anos atua/atuou nos movimentos poéticos, ecológicos, populares, estudantis (UnB), socioculturais.
www.gustavodourado.com.br
www.gustavodourado.com.br/cordel.htm www.ebooks.avbl.com.br/biblioteca1/gustavodourado.htm
http://cordel.zip.net 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano