Procurar imagens
     
Procurar textos
 

 

 

 

 


 

 

FERNANDO AGUIAR
“DA NATUREZA DA PALAVRA”
 

                                      Para assinalar o Dia da Árvore e início da Primavera, assim como o Dia Mundial da Poesia, a Câmara Municipal de Matosinhos promove no dia 21 de Março, uma sessão de leitura de poesia intitulada

“DA NATUREZA DA PALAVRA”.

 

                                   Ana Luísa Amaral, Rosa Alice Branco, Casimiro de Brito, José-Alberto Marques, Manuel Portela e Fernando Aguiar, são os poetas que participam nesta sessão, todos um significativo percurso literário, pelo que a leitura de poemas realizada pelos próprios resultará certamente numa experiência enriquecedora.

 

                                     Nesse dia comemora-se também o 2º aniversário do “Soneto Ecológico”, um soneto “escrito” com 70 árvores, onde a rima é dada pelo género de árvore com que começa e termina cada “verso”. Esta obra poética e de Land-Art foi concebida como uma chamada de atenção para as questões ambientais.

 

                                    O “Soneto Ecológico”, de Fernando Aguiar, é também um parque cujo arranjo paisagístico foi entretanto realizado, e situa-se junto a um conjunto residencial na Rua da Seara, contribuindo para a valorização deste espaço habitacional e para a qualidade de vida das pessoas que aí residem.

 

                                   A leitura, que terá lugar no próprio  Parque do “Soneto Ecológico”, pelas 15.00 horas, e a entrada é livre.

Ana Luísa Amaral
Fernando Aguiar
Casimiro de Brito
José Alberto Marques
Manuel Portela
Rosa Alice Branco
Fernando Aguiar nasceu em Lisboa, em 1956.
Desde 1972 que se dedica à poesia experimental e visual
utilizando os mais diversos suportes. Publicou 18 livros, Realizou 31 exposições individuais e participou em cerca de 430 exposições colectivas. Desde 1983 apresentou mais de 100 performances poéticas em vários países europeus, Canadá, México, Brasil, U.S.A., Japão, Colômbia e em Cuba.
Organizou diversas exposições e Festivais de Poesia e de
Performance em Portugal, Itália, França e no Brasil.
Principais livros:
- “O DEDO”, ed. Autor, Lisboa, 1981.
- “REDE DE CANALIZAÇÃO”, ed. Câmara Municipal de Almada, 1987.
- “MINIMAL POEMS”, ed. Experimentelle poetry, Siegen, Alemanha, 1994.
- “OS OLHOS QUE O NOSSO OLHAR NÃO VÊ”, ed. Associação Poesia Viva, Lisboa, 1999.
- “A ESSÊNCIA DOS SENTIDOS”, ed. Associação Poesia Viva, Lisboa, 2001

FERNANDO AGUIAR

Apartado 50253
1707-001 Lisboa
PORTUGAL

fernandoaguiar@netcabo.pt

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano