Procurar textos
 
 

 

 

 







--
Fernando Botto Semedo
DEUS É AMOR

Natal dentro de momentos

Esta comunhão na pureza do sol da alma

Deus é amor

No Natal a minha alma é um sol de soro

Um Deus clandestino

Num incêndio da memória

As lágrimas das crianças podem fazer florir o todo

Natal doente

Sementeira num espaço secreto

 
Posto em linha a 15 de Março de 2007
 

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano