Procurar textos
 
 

 

 

 







BELMIRA BESUGA

Terra

 
Parece que saíram de mim

Estas espigas

Tão quentes se me apresentam

Tão quentes se me oferecem

Estas papoilas

Do ventre desta terra

Quente e doce

Altivos sobreiros

Oliveiras prenhes de azeite

Que nos alimenta e alumia

Vida que a terra nos dá ...

 

Chão

 
O campo entra pela casa

Como se a casa

De chão de terra batida

Do campo fizesse parte

E faz

A casa é recorte

No campo

Só as parede brancas

Separam um de outro chão

 

Aves do Sul

 

Somos as aves do Sul

Procurando um novo rumo

Saindo da nossa terra

Indo embora daqui

Acabamos por voltar

Um dia mais tarde

Por vezes tarde demais

Gastamos lá longe a vida

E não há duas vidas iguais

 
Belmira Besuga in «Alentejo até aqui»
   
   

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano