Procurar textos
 
 

 

 

 

 






ANTÓNIO CARDOSO PINTO
Dois poemas no Dia dos Namorados

que luz

acendem teus olhos

no profundo e silencioso mar

dos meus olhos

que serenidade vens entregar

à mansidão das minhas águas

que ninguém ousou tocar ou

contemplar

que suavidade

brilho ou lua

me pousa na alma

com tanto amor

que
teus dedos

entrelacem

meus dedos

que

na minha

mão aberta

eles percorram

as linhas da vida

e do coração

abram

suas margens

soltem

o rio

que sou

e me libertem

e já

espírito livre

que

teus dedos

afaguem

meu infinito

António Cardoso Pinto

Natural de Malanje - Angola (07.12.45). Estudou em Tomar e ingressou na Rádio, em Fevereiro de 1965, na Emissora Oficial de Angola, em Luanda. Responsável pela abertura dos Emissores Regionais de Cabinda (1970/72) e de Dalatando, (1972/75).

Em Lisboa, em 1976, depois de uma breve passagem pela redacção do jornal “A Luta”, volta à rádio, ingressando nos quadros da RDP – Antena 1, como jornalista, mais tarde como editor do “ Último Jornal ” e, depois, como realizador do programa: “ Nau Catrineta ”. Fez parte do Conselho de Imprensa e foi vice-presidente do Clube dos Jornalistas .

Na Direcção de Programas da Antena 1, integra a equipa do programa “ Imaginário ”, durante 5 anos. Vai para Oriente - Rádio Macau - em 1990, regressando à Antena 2 em 1995, onde realiza o programa “ Reflexos ”. No ano seguinte é convidado a integrar a estrutura da Antena 1 , como chefe do Departamento de Programas , sendo responsável também por um programa diário de divulgação da Poesia: “ À Esquina da Um ”- 1996/98, “ À Esquina do Século ” - 1999 e “ À Esquina do Mundo ” - 2000/2003. No Arquivo Histórico da RDP existem mais de dois mil registos sonoros por si realizados. Em Junho de 2002 acumula, em regime de interinidade, o cargo de Director da Antena 1, que veio a abandonar em 31 de Janeiro de 2003.

Vê publicado, em Março de 1999, o seu primeiro livro de poemas: “ A Lua dos Astronautas não é a Minha Lua ”, com edição da Gradiva. Em Setembro de 2002 é lançado pelo Orpheu Digital, Caxias do Sul, Brasil, o livro de poemas: “Reflexos” - edição bilingue: português e espanhol (tradução de Lorenzo Pellegrin) - com distribuição na América Latina e Espanha.

   
   

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano