Paulo Brito e Abreu:
As Maias

Primavera

Só da Luz, quero a Luz e muita Luz,

Que ela é pão, ela é prémio prò dolente…

Ela é Nova, ela é noiva, eu digo sus!!!

Coragem para o pobre e o doente.

 

Só da Luz. Só d’Amor, em farta Vinha,

O Sol agora vem, e é bem-vindo…

Ai cânticos e frol duma andorinha!!!

O dia é Primavera!!! Eu digo lindo!!!

 

Só da Luz, minha leda, e só do Vate:

Vem d’amora, de poma, e vem de véu…

Vem comigo, a lidar o bom combate:

Eu n’asa dos teus olhos, vejo o Céu.

 
 
 
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano