Paulo Brito e Abreu.........

A rútila rosa

 

( invoco, para a Musa, o Arcano e Arcaico do Sápido Sol ) 

de todo o coração, ao António de Macedo
 
A Dama do castelo ainda fala
Aos Poetas que são os seus cativos,
A pedra de esmeralda ainda exala
Os seus raios de sangue, redivivos.
 
O tronco do carvalho, na Kabbalah,
Ainda dá poções e curativos,
E oculto no cor e na antessala,
Lá tem, o Santo Graal, superlativos.
 
Neófito, Pastor, Hierofanta,
A Magia não dorme, ela encanta
Os cabelos de néctar do Cruzado.......
 
E por cima do poço do Oriente
E esmagando a cabeça da serpente,
Calmo e livre, sorri o Iniciado.
 
Lisboa, 09/ 09/ 1989
 
MENS AGITAT MOLEM
 
PAULO JORGE BRITO E ABREU
 
 
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano