Paulo Brito e Abreu.........
 

COM OS DENTES A ARDER

 
Todos somos Poetas quando vamos à praia
e fazemos castelos na areia e vemos
o mar construir dunas por entre o mar
e brincamos com a algidez dos dias frios
nos versos a brincar uma boca cor-de-rosa
alguns dentes a mais e muitos peixinhos
- Todos somos Poetas quando vamos à praia
 
Todos somos Poetas quando vamos à praia
e ouvimos as sereias as sereias do costume
no ar uma bola ou quem sabe muitas bolas
ou talvez um rio o azul dos Jethro Tull
uma calma um azul
uma vida pra além
do rio
como se fosse esta a última coisa
que nós vamos fazer
 
- Todos somos Poetas com os dentes a arder
 
MENS AGITAT MOLEM
 
PAULO JORGE BRITO E ABREU
 
Nota do Autor: o manuscrito deste poema, que eu tinha já perdido, encontrava-se na posse do meu discípulo João Belo: a ele, dessarte, as minhas
Graças, abraços e agradecimentos………..
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano