Paulo Brito e Abreu
MENAGEM HOMENAGEM A CAMILO PESSANHA

à Ordem da Milícia dos Cavaleiros do Templo
à Hermética Irmandade dos Amigos da Luz

Carne de camélia, a branca enfastiada,

Aquela que de longe era Java, ou laranjeira,

Compêndios lavorava, a lavareda liviava:

Na chamavam, à Noite, a Feiticeira.

 

Mas quando a pétala, aberta, foi carmim,

Quando a cute era a perla e a perla, a ridente,

Liberta foi a serpe, e eu disse, para mim:

«Eu vi, com olhos vi, eu vi uma Vidente.»

 

Lisboa, 13/03/2007

 

AD MAJOREM DEI GLORIAM

 
 
 
 
 
 
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano