A. MEIRELES GRAÇA
Eu nunca tive medo de viver…

Eu nunca tive medo de viver
Os perigos duns braços de mulher
Que baixinho me diga: “Tem de ser…”
No renovo da força dum querer!

Eu amo há tanto tempo, de tão cedo
Que só o não amar me mete medo!

 
Almeir
Guimarães, 23/03/05
 
   
   

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano