Tomas Tranströmer

DOIS POEMAS

Adernagem da noite para o dia - Kentern von nacht zu tag
Lisboa - Lissabon

Kentern von nacht zu tag - Adernagem da noite para o dia
Adernagem da noite para o dia

Quieta, a formiga acorda, espreita para dentro do
nada. E para além das gotas da escura folhagem e
do múrmurio nocturno, profundo no desfiladeiro do verão,
não se ouve mais nada.

O abeto ergue-se como o ponteiro de um relógio,
espinhoso. A formiga arde na sombra da montanha.
Gritos, pássaros! E por fim, vagarosamente, a carroça
das nuvens começa a rolar.


Tradução do alemão por Luís Costa

Kentern von nacht zu tag

Still wacht die Waldameise, blickt ins nichts
hinein. Und nichts ist zu hören außer tropfen von dunklem
Laubwerk und das nächtliche Rieseln tief im
Cañon des Sommers.

Die Tanne steht wie der Zeiger an einem Uhrwerk,
stachlig. Die Ameise glüht im Schatten des Berges.
Schrei, Vogel! Und endlich. Langsam beginnt die Wolken-
fuhre zu rollen

(Trad. Do sueco para Alemão por Hanns Grössel )

Tomas Tranströmer nasceu a 15 de Abril de 1931 em Estocolmo. É hoje considerado o mais importante poeta sueco da actualidade. Os seus poemas estão traduzidos em mais de trinta línguas. Além disso é considerado, desde há vários anos, como um dos favoritos ao Prémio Nobel da Literatura.
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano