::::::::::::::::Rubén Mejía:::
EXPÍRITO - MULTIVERSOS
Livro: Expírito - multiversos
Autor: Rubén Mejía
ISBN: 978-85-7531-241-4
Gênero: Poesia mexicana
Edição: 1ª Edição . Páginas: 232
Formato: 14x21 . Peso: 0,275
Preço: R$ 26,00

Amigo poeta Rubén Mejía:

Passei este fim-de-semana lendo e relendo atentamente os Multiversos de seu extenso poemario "Expirito" e muito aplaudi em silêncio a sua corajosa e ambiciosa aventura estética a uma transgressão marcada pela busca espacial e captação de uma realidade situada além da estreita realidade cotidiana.

Sua experimentação sintactica, seus cortes, seus relâmpagos e seu modo de criação poética – a especialidade, a imagética insólita, as desarticulaç ões do verbo - é ao meu ver fundamental.

Também me impressionou o clima onírico de muitos poemas e ainda a exploração do insólito e do absurdo.

Lêdo Ivo , poeta brasileiro

INDEX

Poemário: Rubén Mejía
Nota de imprensa da Escrituras Editora
Carta-prólogo de Jorge Aguilar Mora
Expírito ou a luta cega na rede das estrelas: Reyna Armendáriz González

Traduções de Floriano Martins

Rubén Mejía nasceu na cidade de México em 1956 e radica na cidade de Chihuahua, ao norte de México e na fronteira com os Estados Unidos. Ao longo de 25 anos impulsionou, sempre a contracorrente, a criação de espaços e publicações culturais: a revista artesanal “Palavras sem rugas” (1981-82); a coluna jornalística “Letras à margem” (1983-87); o suplemento semanal “Pró-Logos” (1984-88) e “Azar. Revista de literatura” (1989-1998), uma das principais publicações culturais da década dos noventa no México de finais de século. Atualmente é diretor da empresa independente Edições do Azar A.C., editora que traduziu e disseminado em México a obra de escritores brasileiros: Joao Guimaraes Rosa, Clarice Lispector, Raimundo Gadhela e do poeta Lêdo Ivo, de quem publicou “La tierra allende” (2005), sua primeira antologia bilingue português-espanhol.

Alguns de seus livros editados são: “Segunda morte” (poesia, Universidade Nacional Autônoma de México, 1987); “A região romântica. Sete poetas do século XIX em Chihuahua” (ensaio, Edições do Azar, 1996), um estudo sobre o extenso e arraigado romantismo regional do norte de México; os poemarios “Poesiglo” e “O poesible” (Azar, 1997), livros que significaram um preâmbulo, uma pré-escritura, da grande saga poética “Expírito-Multiversos” (2000-07), a qual se integra até o momento por quatro volumes.

Expírito-Multiversos é uma Summa do conhecimento, uma cosmogonía em metamorfose incessante que aspira à conjunção e conjugação do tempo humano, isto é, entregar uma visão plena e aberta das histórias todas do homem como um homem só, e integrar numa expressão, ou nos silêncios de uma letra, ao nada e o absoluto, mediante o giro – o riço - para outra linguagem, nesse jogo estético e logotético - segundo o termo cunhado por Roland Barthes - que recreia e altera a essência de toda língua: a poesia, síntese da luz que nos imanta, insemina e incendeia no reino real do poesible.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano