:::::::::::::::::::::LUÍS COSTA::::::::::::
O LIVRO EXUMADO
(XLIV POEMAS) - Index
Flash órfico

De súbito, o velho castanheiro ergue-se, majestoso,
  a tempestade do norte é o seu dragão amado.
Aqui, sou um pássaro nos ramos da amoreira, jubiloso,
  e as rãs são luminosos seixos no fundo do lago.

De súbito, a libélula aparece, líquida, jacto luzente,
  o olor dos marmeleiros dilata-lhe os sentidos.
Se sonho, sonho-me um pastor de chapéu ardente
  E as palavras são minhas ovelhas, nos ouvidos.

 
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano