:::::::::::::::::::::LUÍS COSTA::::::::::::
O LIVRO EXUMADO
(XLIV POEMAS) - Index
Nietzsche II

Acordaste com Beethoven: Symphonie Nr. 5.
Encontravas-te todo nu sobre a cama desfeita, de pernas para o ar,
sózinho, entregue aos corvos de Van Gogh. A bíblia a teu lado.
Leste: e agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca
para receber da tua mão o sangue do teu irmão. Quando lavrares
a terra, não te dará a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra.
Sob o martelar destas palavras todo o corpo te estremeceu, e um
vento invernal arrombou todas as janelas e portas dos teus aposentos.
Foi então que Dionisos entrou, berrando e dançando, enlouquecido,
e te levou com ele - para sempre.

 
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano