:::::::::::::::::::::LUÍS COSTA::::::::::::
O LIVRO EXUMADO
(XLIV POEMAS) - Index
Mozart

Alturas há em que Mozart desce à parte baixa da cidade.
Os pobres também gostam de música clássica.
Mozart sempre tivera uma boa alma. Discrásica, sim,  mas musical e doce como um ácer
Vermelho e castanho quando os ossos do Outono são um navio....
Como todos os petizes, Mozart também gostava de fazer das suas.
Gostava, sobretudo, de se esconder no canto mais húmido e sombrio dos jardins.
Então transformava-se num grande marmeleiro. No seus ramos brilhavam
estrelas e planetas de todas as cores.
Por vezes, mijava nos pratos dos hóspedes. Também gostava de pregar partidas
às freiras e aos velhinhos.

Mas assim que se sentava ao piano, tudo lhe era perdoado.
 
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano