:::::::::::::::::::::LUÍS COSTA::::::::::::
Vidência
Há algo
que se quer exprimir
Algo
que o silêncio ainda
não alcança.

Algo
como um botão de rosa
que ainda não desabrochou
ou o voo de uma ave
que se desfaz entre dedos
ou
uma virgem menstruação
a meio da noite

Há algo...
algo que rumoreja por de trás
das nublosas
ou
das frondosas moitas
algo
de tão metálico
e brilhante
que ainda não se avista

Algo que a terra
os animais
e aqueles que estão do
lado dos animais
já pressentem


Luís Costa, II. VIII.MMVII
Luís Costa. Escritor português, nascido a 17 de Abril de 1964 em Carregal do Sal, distrito de Viseu.
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano