:::::::::::::::::::::LUÍS COSTA::::::::::::
Incógnito
Repousados sobre a pedra clara
a noite é nossa irmã

Não há distância que nos separe,
embora assim pareça,
da cinza de nós mesmos

Somos um vocábulo doce ou amargo
entre aspas ou parêntesis
ou nem isso

talvez um resto de tinta
no aparo de algum escriba

No pó dos caminhos vamo-nos
encontrando
ou desencontrando

até que a última porta se abra
para ser, quem sabe,

A primeira
Luís Costa. Escritor português, nascido a 17 de Abril de 1964 em Carregal do Sal, distrito de Viseu.
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano