GERARD CALANDRE

VESTÍGIOS

Trad. Nicolau Saião

VESTÍGIOS - INDEX
A UMA LUPA

Contigo vi os versos de Virgílio

As cores elementares dum torso de Piranesi

Posso simular que vejo como num sonho as árvores

e as casas que entre elas se dissimulam

Num manuscrito muito antigo

 

Quanto tempo mais isso me será dado

 

O recorte de um tê

o pedúnculo duma magnólia

o olho dum peixe de águas profundas

o cirandar de um relâmpago numa página de acaso

 

Abandonar-me-á uma noite a poesia

 

Vidro e metal e em minutos

a definitiva cegueira

 

Aproximo-te das letras e eis

Crescem como troncos Como troncos desaparecem

E já só resta a memória dum minuto febril.

Gérard Calandre nasceu em 1952, na Bretanha, França. Viveu na Itália, leccionando na cidade de Messina. De formação científica, tem-se mantido afastado do mundo das Letras. Autor do livro Vestígios, traduzido por Nicolau Saião e de textos esparsos sobre o seu ramo profissional. Visitou Portugal em 1992 e 1997. Após o falecimento de sua mulher foi viver para o Canadá francófono.

Tem colaboração nas revistas “Diversos” – dir. José Carlos Marques, “Bicicleta” – orientada por Manuel Almeida e Sousa, “Agulha”(Brasil) – dir. Cláudio Willer & Floriano Martins, etc..

NS

 
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano