GERARD CALANDRE

VESTÍGIOS

Trad. Nicolau Saião

VESTÍGIOS - INDEX
DEZASSETE ESTROFES OU UM POUCO MAIS

1. O sol por sobre as pedras Incêndio húmido em pleno dia

2. Ficaremos em cima ficaremos em baixo queima-nos o rosto a voz

3. Imóvel misericordioso o santo engole uma cerveja caga-se

3. Deus da terra que cintila Envelhece Um gato ama-nos uma mosca

4. Trágico Amoroso minuto O sol corre agora no século visível

5. A rua como um verbo profundo

6. Painéis de anúncio pela estrada Um campo santo rodeado de casas

7. Ris por sobre a lembrança dos teus cabelos cortados

7. Um gato que pula A mosca que pousa A chuva que bate

8. Violento o sopro junto aos ouvidos um hálito palavras

9. As poças de água no caminho na travessa perto do jardim

10. Um retrato dum garoto crispado A sua mão iluminada

10. O abrir e o fechar duma janela Um terror dissimulado

11. Poeira que nimba as imagens Um livro um instrumento velho

12. Repetição de séculos Cegueira quase intransponível

12. Um comboio ao entardecer Um anjo e um demónio

13. Tudo nos foi revelado insiste em anoitecer

14. Tu encostada a uma parede sorrindo Numa hora qualquer

15. Um clarão hesitante Ano de cinzas Restos de antigas sílabas

16. De boa fé te mexo Lugares por vezes escondidos

17. Os dilectos de Deus coçando-se História indesligável de nós.

Gérard Calandre nasceu em 1952, na Bretanha, França. Viveu na Itália, leccionando na cidade de Messina. De formação científica, tem-se mantido afastado do mundo das Letras. Autor do livro Vestígios, traduzido por Nicolau Saião e de textos esparsos sobre o seu ramo profissional. Visitou Portugal em 1992 e 1997. Após o falecimento de sua mulher foi viver para o Canadá francófono.

Tem colaboração nas revistas “Diversos” – dir. José Carlos Marques, “Bicicleta” – orientada por Manuel Almeida e Sousa, “Agulha”(Brasil) – dir. Cláudio Willer & Floriano Martins, etc..

NS

 
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano