Francisco Marques

O Natal aproxima-se

A razão humana

A génese da vida

Máscaras

À noite

Por mais que o tempo passe

Poeta

Quando eu partir

Junto ao rio
entre uma lágrima e um sorriso
emerge a emoção
vejo no reflexo
das águas
que ali correm
a verdade do amor
a razão da existência humana

Mais que a consciência
em suas regras de lógica
ali junto ao rio
nada disso existe
maior que qualquer consciência
emerge da natureza
o amor
que transporta
em suas emoções
ao humano sentir

Junto ao rio
entre uma lágrima e um sorriso
emerge a saudade
a razão humana
essa eterna
do amor

 

Francisco Marques nasceu em Tomar a 22 de Agosto de 1975. Tem vários e-books publicados: Amante Destino (2004), Alma ao Vento (2005), Alma colorida (2005) e Palavras ao vento (2005)

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano