CORSINO FORTES.

De boca a Barlavento - I
De boca a Barlavento - II
De boca concêntrica na roda do sol
De pé nu sobre o pão da manhã
Girassol
Não há fonte que não beba da fronte deste homem
No ombro da minha mãe a pedra de multidão
Ilha
Hoje chovia a chuva que não chove
Pecado original
Del nudo del ser al deber de crecer

 

 

Corsino Fortes nasceu na Ilha de São Vicente, em Cabo Verde, em 1933. Formou-se em Direito (em Lisboa), fez parte de alguns governos de Cabo Verde e foi embaixador em Lisboa. De 2003 a 2006, foi Presidente da Associação dos Escritores de Cabo Verde. Tem vários livros publicados, entre os quais Pão e fonema e Árvore e tambor. O poeta é detentor de uma obra considerada inovadora e de valor singular para a trajectória cultural de Cabo Verde, que expressa uma nova consciência da realidade cabo-verdiana e uma nova leitura da própria tradição cultural do Arquipélago.

In: http://www.ipleiria.pt/portal/ipleiria?p_id=60600

 

 

 

 

 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano