powered by FreeFind

 

 




 


A segunda toupeira afogada

As toupeiras não costumam morrer afogadas, assim como os peixes não costumam morrer nas hortas e as aves não costumam morrer nas galerias subterrâneas das toupeiras. Não é? Se as toupeiras vivem debaixo de terra, comendo insetos e minhocas, devem morrer debaixo de terra, o que é uma grande vantagem, não precisam de caixão nem de coveiro. Mas eu vi hoje a segunda toupeira morta no tanque de rega, a primeira foi por esta altura no ano passado, e estou cá desconfiada de que ela não morreu por ser uma toupeira marginal, mal comportada, que andava à noite na boa vida fora de casa, acho que ela devia estar com o estômago a arder, por ter comido alimentos envenenados, e então foi doidamente à procura de água e acabou por morrer nela.

Ou nós ou elas, dizem os agricultores e os comedores de hortaliça. Pois, ainda havemos de acabar com o planeta à força de o atacarmos com inseticidas e coisas muito piores como marés negras de petróleo, incêndios nas florestas, poluição do mar com os plásticos que os animais marinhos comem, pensando que são medusas, etc., etc., e nessa altura...

Não, ainda havemos de nos educar antes da catástrofe, para mudarmos a nossa maneira de viver.





A coitadinha da toupeira já na fase de rigor mortis, boiando de papo para cima, no tanque.

Tirei-a da água, para observação do comprido focinho, olhos sumidos e indetetáveis, e mãos com unhas muito longas, para escavarem os túneis. Para a próxima, hei de ir buscar uma régua, para proceder a mensurações.

Ao pé do tanque, o terreno vai ser lavrado, porque as couves já deram os espigos que tinham a dar, e é preciso plantar novas. É no subsolo que as toupeiras escavam as galerias subterrâneas, para isso têm aquelas unhas tão compridas.

Britiande, 20.03.2009

A Toupeira no YouTube
http://www.youtube.com/watch?v=OzDNqZvrzJ8

Contact: miss.pimb@triplov.com

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano