powered by FreeFind

 

 




 


Milagre assim, quem o pode explicar?

Veio muito cedo este ano a Primavera e ninguém estava à espera, começou pelos narcisos, depois foram os tojos e as mimosas, embora as mimosas ainda tenham os botões muito fechados e as bolas peludinhas ainda não tenham aberto, mas tudo aparece lindo, hoje é dia 21 de Fevereiro, norte de Portugal, devia ainda estar o tempo feio, mas não, o céu limpou as nuvens com a luva azul e o dourado das flores apareceu logo a louvar o sol, é tudo amarelo neste tempo, até os espigos ou grelos, nunca sei, grelos devem ser os da nabiças e espigos os das couves, seja como for, eu tinha pensado: já devem andar as sardaniscas por aí a dar a dar ao rabo, e vi-as ontem, esticadinhas e elegantes, douradas também, no muro de pedras soltas ao pé da paragem da camioneta, já me esqueci de como se chamam agora, eram as Lacerta muralis no tempo de Lineu e depois por um instante foram Podarcis muralis, mas agora tem outro nome qualquer, também fui ao tanque de Silvares, no Verão havia por lá uma dúzia de Triturus marmoratus, a água gelou como todos os anos, são uns centímetros de gelo em cima dos animais, que ainda por cima ficam debaixo de água apesar de respirarem por pulmões, parece milagre, li num livro de milagres que há santos assim, e praticantes de yoga também ficam muito tempo sem comer e sem beber, os santos, então, é um disparate, ficam anos, o nome dessa situação é "inédia", e só não estão em coma porque falam e andam, mas não comem nem bebem nada, nem sequer água, eu não entendo isso, mas também não entendo que os tritões fiquem três meses ou mais debaixo de água sem comerem e sem beberem e sem respirarem pelos pulmões, não entendo mas acho que é a mesma coisa que ser santo, e ainda há milagres maiores, como o de ressuscitar, todos sabem que os corpos ressuscitam, eu vejo isso todos os anos quando chega a Primavera, e este ano chegou muito mais cedo a ressurreição dos tritões que a de Cristo, mas só vi ainda um tritão, com crista nupcial, estava todo encaracolado e não se mexia, não sei se ficou assim depois de ter andado a namorar ou se ainda não saiu completamente do sono de Inverno, de qualquer maneira o milagre é muito grande porque a crista nupcial, a ser exato o que escrevo, cresce durante o período de letargia, coisa assim é tão extraordinária que não a sei explicar. 

Primeiro foram os narcisos

Depois começaram a florir as Acacia mimosa

Os tojos acentuam o dourado das flores

O primeiro Triturus marmoratus que apareceu no tanque, enrelegelado,
paralisado, mas com bela crista nupcial

Contact: miss.pimb@triplov.com

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano