TEOLINDA GERSÃO
A CASA DA CABEÇA DE CAVALO
Cena 2

As personagens andam e movem-se à vontade, como numa sala.

Carmo costura, Inácio fuma, Januário folheia um livro, Benta limpa o pó das cadeiras, Horária arruma-as, Ercília senta-se a uma mesa de jogo e deita as cartas. Podem fazer apenas os gestos, sem os objectos.)  

Ercília – Sairam a torre, o enforcado, os amantes, o sol, o mago e a estrela.

(pausa). O mago e a estrela. (Brinca com as cartas, pensativa).

Benta - Vou servir o chá (levanta-se e prepara o tabuleiro, com Horária)

Ercília,espreguiça-se e boceja. Depois ri – Não precisamos dele.

Inácio - Claro que não. Como não precisamos de mesas nem de camas. Certas coisas tornaram-se para nós inúteis, no entanto –  

Carmo, alegremente – No entanto concordámos em manter a meio da tarde o ritual do chá, com as chávenas vazias. É uma forma de passar o tempo

(Sentam-se em cadeiras,mais ou menos em semi-círculo,de frente para o público, passam as chávenas, servem-se uns aos outros inclinando o bule e fazem o gesto de beber. Ou podem ser apenas os gestos, sem os objectos)

Januário – E traz-nos uma agradável sensação de partilha, não é verdade?

Carmo – É sempre também uma ocasião de conversa.

Ercília, para Inácio – Em que está a pensar?

Inácio – Nos marcos que uma vez mandei pôr nos extremos da Quinta da Chapeleira.

Horária, para Ercília – E tu, em que estás a pensar?  

Ercília - Em coisas divertidas e loucas.

Carmo - Por exemplo?

Ercília - Na festa do casamento de Armindo.

Inácio - Quando ele deixou para trás a noiva e o vestido

Horária - E fugiu na véspera com uma das convidadas?

Ercília- Sim.

(sorriem)

Aconteceram coisas incríveis, nesta Casa.

Benta - Até houve um dia em que o mundo desabou.

Horária - O namoro de Carlota e Gaudêncio?

Januário - Visto por Duarte Augusto

Carmo - Não queria estar na pele de Carlota

Ercília - Não queria estar na pele de Umbelina

Benta - Sofreu mais Carlota

Inácio - Sofreu mais Umbelina

Carmo - Não queria a vida de Umbelina

Horária - Nem eu a de Carlota

Januário - Só na cabeça oca de Duarte Augusto

Inácio - Convencer-se que Gaudêncio fazia a corte à sua mulher, Umbelina

Januário - Quando Gaudêncio não tinha olhos senão para Carlota  

(Voltam as cadeiras e sentam-se, de costas para o público. As cadeiras passam a representá-los e eles passam a ser actores de uma cena em que são também eles próprios o público, representado pelas cadeiras. Quando participam como actores usam vestuário de acordo com as personagens que encarnam.

Sempre que necessário, entram outros actores; mas nada disso causa estranheza, tudo surge como muito natural).

Teolinda Gersão nasceu em Coimbra,estudou Germanística e Anglística nas Universidades de Coimbra, Tuebingen e Berlim, foi Leitora de Português na Universidade Técnica de Berlim, docente na Faculdade de Letras de Lisboa e posteriormente professora catedrática da Universidade Nova de Lisboa,onde ensinou Literatura Alemã e Literatura Comparada até 1995.A partir dessa data passou a dedicar-se exclusivamente à literatura.

Além da permanência de três anos na Alemanha viveu dois anos em São Paulo, Brasil (reflexos dessa estada surgem em alguns textos de Os Guarda-Chuvas Cintilantes, 1984), e conheceu Moçambique, cuja capital, então Lourenço Marques, é o lugar onde decorre o romance de 1997 A Árvore das Palavras.

Escritora residente na Universidade de Berkeley em Fevereiro e Março de 2004.

LIVROS PUBLICADOS
(Publicações Dom Quixote, Lisboa)


O SILÊNCIO (Romance),1981, 4ª edição 1995

PAISAGEM COM MULHER E MAR AO FUNDO (Romance),1992,4ª edição 1996.

HISTÓRIA DO HOMEM NA GAIOLA E DO PÁSSARO ENCARNADO (literatura infantil),1982 (esgotado)
OS GUARDA-CHUVAS CINTILANTES (Diário Ficcional) 1984,2ªedição 1997

O CAVALO DE SOL (Romance),1989 ; edição Dom Quixote-Planeta 2001

A CASA DA CABEÇA DE CAVALO (Romance),1995,2ª edição 1996 ;
edição em Braille,1999


A ÁRVORE DAS PALAVRAS (Romance),1997
edição especial,com 50 ilustrações de Maia, 2000 ; 2ª edição, 2001
edição Dom Quixote- Círculo de Leitores 2001
edição Dom Quixote-Visão 2003


OS TECLADOS (Narrativa),1999 ,2ªedição 2001;edição em Braille,2003

OS ANJOS (Narrativa) , 1ª e 2ª edição 2000

HISTÓRIAS DE VER E ANDAR (contos) ,1ª e 2ª edição 2002

O MENSAGEIRO E OUTRAS HISTÓRIAS COM ANJOS (contos) 2003

Uma versão teatral de OS TECLADOS foi representada no Centro Cultural de Belém em 2001,com encenação de encenação de Jorge Listopad.

Uma versão teatral de
OS ANJOS foi representada em 2003 pelo grupo de teatro O Bando,com encenação de João Brites.

Uma versão teatral em língua romena de A CASA DA CABEÇA DE CAVALO foi representada em Bucareste em Abril de 2004.

Fonte: http://www.teolinda-gersao.com/bibiografia.html
 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano