Risoleta Pinto Pedro
O TRABALHO DE DEPURAÇÃO DA ESCRITA/REESCRITA,
EM FINISTERRA, DE CARLOS DE OLIVEIRA

ÍNDICE:

I- INTRODUÇÃO

II- O CORPUS

III- METODOLOGIA

IV- COMENTÁRIO/ANÁLISE DOS EXCERTOS

V- CONCLUSÕES

VI- BIBLIOGRAFIA

VII- COMENTÁRIO À BIBLIOGRAFIA

III - METODOLOGIA

Comecei por fazer uma leitura em paralelo das duas versões, anotando todas as modificações. Desses momentos em que a reescrita foi objecto, fiz depois um trabalho de montagem que me facilitasse a comparação. Arrumei as ocorrências em 21 grupos, pela ordem em que aparecem.

Da observação desse processo de transformação fiz uma análise que, embora partindo de dados do texto, considero bastante subjectiva. Tentei depois tecer algumas considerações que apresentarei como conclusões, se assim lhes posso chamar.

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano