Procurar imagens
     
Procurar textos
 

 

 

 

 

 


 

LUÍS REIS..

“Subsídios para a História da Biblioteca Pública de Évora”
(Comentário)

ÍNDICE

Introdução

I. A evolução do Livro e da Leitura (síntese histórica)

II. D. Frei Manuel do Cenáculo Villas Boas

III. Análise de texto

III.1. A fundação da Biblioteca

III.2. Crises da Biblioteca

III.3. Perfeitos e Directores da Biblioteca

III.4. Modificações e acrescentos ao complexo arquitectónico
e cultural da Bibliotec
a

III.5. O Fundo da Biblioteca

III.6. Transcrição dos relatórios

IV. Conclusão

V. Fontes

 

III.2. Crises da Biblioteca

Nos anos de 1823-24, quer o Estado quer a Diocese de Beja tentaram-se apropriar do fundo Geral da Biblioteca e do Anexo Museológico. Mas a 26 de Novembro de 1824 sai do Tribunal a sentença anulatória dos Autos de Impugnação.

Em 1832 outra crise se instala na Biblioteca, pela mão de D. Frei Fortunato de S. Boaventura, partidário de D. Miguel, ordenando o encerramento da mesma e despedindo arbitrariamente os seus funcionários, ameaçando também queimar 12.000 livros, considerados heréticos e janesistas.

Após esta crise a Biblioteca transitou, no processo administrativo e económico, da Mitra, para o Tesouro Nacional.

 

 

 

 



 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano