GLEDSON SOUSA
Olho de Hórus
Autógenos

Tua boca emergiu na primavera

quando os galos anunciavam

diferentes auroras

 

do vácuo entre estelas

teu alento

cortando o espaço

 

abrias clareiras no tempo

 

longe de ti, também roubamos fragmentos da eternidade

miríades de palavras

turbilhões de sentidos

 

para renascermos sem deuses

glorificarmos o presente

fomos terra e semente

para sermos mais que

humanos

INDEX

Olho de Hórus
A Poesia Jorra
A Alma dos Poetas
Autógenos
Maio

gledson_sousa@yahoo.com.br
 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano