MARIA MASCARENHAS
Os seis dias de Aristides de Sousa Mendes

 

 

Aristides de Sousa Mendes, cônsul de Portugal em Bordéus, em 1940, durante o período da Segunda Guerra Mundial, num acto de consciência reflectida e com plena noção que estava a desobedecer às ordens expressamente dadas pelo governo do seu país, salva 30.000 refugiados da perseguição Nazi, livrando-os do Holocausto de guerra.

Perante o dilema de desobedecer às ordens de Salazar e a consciência de que tinha, naquele momento, nas suas mãos, o poder de salvar vidas, Sousa Mendes isolou-se durante 3 dias, num acto de reflexão profunda perante uma escolha tão difícil. Ao 3º dia levantou-se e abriu as portas do consulado determinado a passar vistos a todas as pessoas que o procurassem, enquanto tivesse autoridade para tal…. Passou vistos com a ajuda de sua mulher, e de alguns dos seus filhos a milhares de pessoas no período de 17,18 e 19 de Junho de 1940.

Depois deste acto, rapidamente começa a sentir de perto as consequências do seu gesto. É destituído do seu cargo, expulso da carreira consular, sem receber qualquer tipo de reforma, ficando mesmo impossibilitado de exercer advocacia. Durante 14 anos, Sousa Mendes viveu na esperança de que se fizesse justiça, o que nunca chegou a acontecer. Só passados 25 anos sobre a sua morte, o seu gesto foi reconhecido no seu país.

Por tudo isto se considera hoje Aristides de Sousa Mendes, em muitas partes do mundo, um herói. Pela coragem que teve de enfrentar o risco de tudo perder em prol de vidas que não conhecia.

Maria Navarro Mascarenhas

26 de Julho de 2007

Maria Navarro Mascarenhas nasceu em Lisboa em 13 de Fevereiro de 1975. Tem formação em Estatística, desenvolvendo projectos de investigação na sua área. Colabora no Projecto Marcas das Ciências e das Técnicas pelas Ruas de Lisboa. No âmbito do Centro Interdisciplinar de Ciência, Tecnologia e Sociedade da Universidade de Lisboa (CICTSUL), está a organizar o Encontro de Moinhos de Vento/Energias Renováveis (+), e o Encontro Veredas Judaicas em Portugal (+), relacionado com o Cônsul Aristides de Sousa Mendes, em Cabanas de Viriato, concelho do Carregal do Sal, no distrito de Viseu, ambos a realizar em 2008. Encontra-se, também, a coordenar uma equipa num projecto de Turismo Justo, Solidário e Responsável, submetido ao tema Judeus em Portugal (+). Esta nova abordagem de um turismo alternativo, bem como uma análise estatística para uma proposta turística em moinhos de vento, serão apresentadas no Congresso Internacional de Turismo Leiria e Oeste em 2007.

 maria_mascarenhas@yahoo.com

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano