JÚLIO CONRADO...

Bilhete postal para Ana Hatherly (1929-2015)

Acho que passei pelo desconforto de estar sentado lado a lado com Ana Hatherly num comboio que fazia o trajecto Lisboa-Cascais  numa das últimas semanas de Julho passado. Não me reconheceu (e ainda bem, nada tínhamos a dizer um ao outro) e eu, só a vendo de perfil, não cheguei a conclusão alguma sobre a sua identidade. Fiquei na dúvida. Tive um pressentimento de quem seria quando se levantou para abandonar a carruagem, em São João do Estoril, também o meu destino.  A estatura era a dela mas o seu caminhar desordenado e o corpo descompensado devolveram-me o ponto de interrogação. Sim, posso ter sido um involuntário companheiro de viagem de Ana Hatherly.

Aparte uma carta que lhe dirigi na qualidade de Presidente do Conselho Fiscal do Pen Clube Português, sendo ela a Presidente da Assembleia Geral, ter ficado sem resposta, reservando-me o direito de a publicar se o achasse necessário, o que não farei, nada tenho contra a escritora que presidia ao Pen Clube quando nele fui admitido como associado.

Para que conste.

Quanto ao perfil intelectual e artístico de Ana Hatherly, outros mais qualificados do que eu saberão elogiar uma obra, certamente importante, a cujas linguagens de vanguarda nunca fui particularmente sensível. Defeito meu, sem dúvida. E a uma individualidade cheia de classe que esteve na literatura e nas artes sob o signo da novidade não faltará quem preste a homenagem que soube merecer.  

 

Júlio Conrado . S. João do Estoril, 10 de Agosto de 2015  

Júlio Conrado. Ficcionista, ensaísta, poeta . Olhão, 26.11.1936 . Publicou o primeiro livro de ficção em 1963 e o primeiro ensaio na imprensa de âmbito nacional em 1965 (Diário de Lisboa). Exerceu a crítica literária em vários jornais diários de referência e em jornais e revistas especializados como Colóquio Letras, Jornal de Letras e Vida Mundial. Participação em colóquios e congressos internacionais. Participação como jurado nos principais prémios literários portugueses. Membro da Associação Portuguesa de Escritores, Associação Internacional dos Críticos Literários, Associação Portuguesa dos Críticos Literários e Pen Clube Português. A sua obra ensaística, ficcional e poética está reunida numa vintena de livros. Alguns livros e ensaios foram traduzidos em francês, alemão, húngaro e inglês.

Ver bio-bibliografia alargada em:

http://penclube.no.sapo.pt/pen_portugues/socios/julio_conrado.htm

 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano