Judite Maria Zamith Cruz

PSICOLOGIA DO AMOR ROMÂNTICO - II
O prodígio das histórias de amor na transformação humana

INDEX

REFERÊNCIAS

Ackerman, D. (1994). Natural History of Love. N. Y.: Random House (trad. cast. “Una Historia Natural del Amor”. Barcelona: Editorial Anagrama, 2000).~

AA.VV. (2004). El Primer Eros: África, América, Oceanía. Institut de Cultura de Barcelona-Museu d’Història de la Ciutat de Barcelona & Lunwerg Editores.

Andreae, S. (1998). Anatomy of Desire: The Science and Psychology of Sex, Love and Mariage. S/ outras referências (trad. port. “Anatomia do Desejo: A Ciência e a Psicologia do Sexo, do Amor e do Casamento”. Porto: Campo das Letras, 2003).

Aristófanes (1984). As Nuvens. Lisboa: Clássicos Inquérito, 2ª ed., 1991.

Beauvoir, S. (1949). Le Deuxième Sexe: Les Faits et les Mythes. Paris. Sem outras referências (trad. port. «O Segundo Sexo». Lisboa: Círculo de Leitores, 1976).

Bishop, C. (1996). Living Wisdom: Sex and Spirit. Sem cidade: Duncan Baird Publishers (trad. port. “Sexo e Espírito”. Sem cidade: Temas & Debates, 1997).

Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (2001). Lisboa: Academia das Ciências de Lisboa e Fundação Calouste Gulbenkian.

Eribon, D. (1989). Michel Foucault. Paris: Flammarion (trad. port. “Michel Foucault”. Lisboa: Edição «Livros do Brasil», 1990).

Foucault, M. (1984). Histoire de la Sexualité: l’Usage des Plaisirs. Tome I II. Paris: Gallimard (trad. ingl.“The History of Sexuality”. London: Penguin”, 1992).

Gardner , H. (1995 ). Leading Minds: An Anatomy of Leadership (trad. bras. “Mentes que Lideram: Uma Anatomia da Liderança”. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996).

Laplanche, J. & Pontalis, J.-B. (1967). Vocabulaire de Psychanalise . P.U.F.: Paris (trad. port. “Vocabulário de Psicanálise”, 1970, 5ª ed. 1979).

MacKenzie, N. (1965). Dreams. London: Aldus Books (trad. fr. “Les Rêves”. Paris: Tallandie, 1966).

Philip, N. (1999). Annotated Myths and Legends . London: Dorling Kindersley (trad. port. “Comentar Mitos e Lendas”. Mondadori, Itália: Editora Civilização, 1999).

Platão (1951). The Symposium (W. Hamilton, english translation). London : Penguin.

Stendhal (1822). Love. (G. and S. Sale, english translation, 1975). London : Peguin.

T ennov, D. (1979). Love and Limerence: The Experience of Being in Love. N. Y.: Stein & Day.

Walker , B. (1988). The Woman’s Dictionary of Symbols and Sacred Objects. Sem outras referências (trad. port. “Dicionário dos Símbolos e Objectos Sagrados da Mulher”. Lisboa: Planeta Editora, 2002).

Referências de Fontes de Ilustração não identificadas em outro lugar

The Art Book (1994). London: Phaidon Press (trad. port. “O Livro da Arte”. Lisboa: Texto Editora, 1997).

The 20th Century Art Book (1996). London: Phaidon Press (trad. port. “O livro da Arte do século XX”. Lisboa: Texto Editora, 1999).

FONTES DE ILUSTRAÇÃO

1. John William Waterhouse: «Um Conto de Decameron» (1916) - Lady Lever Art Gallery, Port Sunlight. The 20th Century Art Book (1996). London: Phaidon Press (trad. port. “O Livro da Arte do Século XX”, p. 485. Lisboa: Texto Editora, 1999).

2. António Canova: «Eros e Psyque» (1787-1793) - Musée du Louvre, Paris. The Art Book , (1994). London: Phaidon Press (trad. port. “O Livro da Arte”. Lisboa: Texto Editora, 1997 , p. 80).

3. S. Boyle: «Sem título» (1995) . The 20th Century Art Book (1996). London: Phaidon Press (trad. port. “O Livro da Arte do Século XX”. Lisboa: Texto Editora, 1999).

Judite Maria Zamith Cruz é doutorada em Psicologia pela Universidade do Minho, onde lecciona cursos de licenciatura e mestrado dedicados ao estudo do desenvolvimento humano e do auto-conhecimento do profissional de educação, desde 1996, é membro de instituições nacionais e internacionais dedicadas ao estudo e investigação da sobredotação, talento e criatividade e, em 1997, integrou equipa internacional e interdisciplinar, coordenada pela Professora Doutora Ana Luísa Janeira, nos domínios de ciência, tecnologia e sociedade - «Natureza, cultura e memória: Projectos transatlânticos». Colabora, desde 2000, no Instituto de Estudos da Criança, em projectos centrados na educação matemática; depois, na área da língua portuguesa e artes plásticas, como membro do Centro de Investigação «Literacia e Bem-Estar da Criança» (LIBEC) da Universidade do Minho .

Entre Janeiro e Julho de1982 foi professora de psicologia e de pedagogia em Escola de Formação de Professores do Ensino Básico de Torres Novas. De Junho a Setembro de 1982, assumiu o lugar de Assistente Estagiária na Universidade de Lisboa – Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, de que se afastou para desempenhar funções de psicóloga clínica em cooperativa dedicada a crianças e jovens deficientes motores e mentais, em Lisboa – CRINABEL (1982-1985). De 1985 a 1988 foi professora do Ensino Secundário, em Braga, leccionando a disciplina de psicologia na Escola D. Maria II. De novo ocupou funções de psicóloga clínica em associação dedicada à educação de crianças e jovens deficientes auditivos (APECDA-Braga), entre 1988 e 1992. Em 1987, realizou trabalho como psicóloga no Hospital Distrital de Barcelos, de que se afastou em 1990 para efectuar curso de mestrado. Em 1992 ocupou o ligar de Assistente de metodologia de investigação, na Universidade do Minho, em Braga, onde é professora auxiliar.

 

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano