Cena V

Mesmo ambiente e visual da Cena IV.

NARRADOR

Senhores, agora, abanando ao vento como os lenços brancos das despedidas sem retorno, só nas estátuas dos heróis se vêem os papéis dos editais. E nas casas, silenciosas e desertas, as baratas e as moscas. E nas igrejas de pedra antiga, o riso disforme dos grifos e a impotência das divindades. E no silêncio que restou, a verdade do sangue apodrecido. O resto, senhores, é sombra e terra calcinada. Os que marcham já se foram. Partiram ontem. Mas tudo nesta cidade também se foi. Também partiu. Até os pardais e os pombos, e os cães e os gatos. Agora, senhores, é assim esta cidade.

O Compositor entra, com alguns papéis na mão.

NARRADOR

Casas e casas e ruas e ruas e praças e praças, e homens que morreram. Quando morre um homem, senhores, não morre só um homem. Morre um pouco de todos os homens, porque todos são irmãos.

COMPOSITOR (Aproximando-se do Narrador)

Irmão, se eu soubesse fazer discursos, agora que é madrugada e estou só, começaria: Olhai os lírios do campo! Mas eu não sei fazer discursos e nem sei se ainda há campos onde se possam olhar lírios do campo. Toda a minha vida fui compositor. Compus horas, compus sapatos e palavras, compus árvores, compus cores e sons, compus vontades, compus religiões e silêncios, compus sonhos, compus deuses, compus consciências e águas, compus luzes, compus pensamentos e nuvens, compus tudo. Até momentos de prazer eu já compus. (Agita os papéis com força.) Só ainda não tinha composto esta sinfonia. (Aproxima-se do canhão.) Agora vou compor o acorde que falta. (Pára e volta-se para o Narrador.) Escuta, irmão!

O Compositor dispara o canhão e a luz apaga junto com o ruído.

VOZ DE LOCUTOR

Atenção! Atenção! Urgente! Um porta-voz oficial declarou a esta emissora que a violenta explosão ocorrida há pouco na Praça do Trabalho foi provocada por um raio que caiu num depósito de gás clandestino. Apesar dos danos materiais não houve vítimas e o tráfego já está normalizado. Mantenha seu receptor ligado nesta emissora, pois voltaremos ao ar a qualquer momento ou em nosso horário habitual.

Acende luz geral. O Narrador está junto do Compositor, caído debaixo da estátua. Morto.

NARRADOR

Senhores, como vedes, a História sempre se repete: um homem nunca é nada ele sozinho; nem livre, nem verdadeiro.

 

APAGA A LUZ

 

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano