Procurar textos
 
 

 

 

 

 







DOMENICO AGOSTINO VANDELLI
PARA UMA BIOGRAFIA DE DOMINGOS VANDELLI
(1735-1816)
 
1809
Luz em S. Julião da Barra

- Vandelli e Ratton, enquanto deputados da Real Junta do Comércio, da qual dependia a administração dos faróis, promovem a substituição dos antigos lampiões por outros de corrente de ar, que davam luz mais forte e não faziam fumo. O primeiro a ser renovado foi o de S. Julião da Barra.

- Segunda invasão francesa. Desastre da Ponte das Barcas. Retirada de Soult.

 
1810
Setembrizada: S. Julião da Barra

- Terceira invasão francesa (Massena). Batalha do Buçaco.

- Setembro, 10. Setembrizada. Preso e conduzido para o Forte de S. Julião da Barra, junto com Alexandre António Vandelli, Domingos Pellegrini, pintor, outro pintor italiano, o negociante e industrial Jácome Ratton, o negociante Bento Dufourcq, o Senhor de Pancas, o cirurgião António de Almeida, Mascarenhas Neto (sócio da ARCL, publicou nas Mem. Econ. um trabalho sobre as Caldas de Vizela; importante magistrado, por sua acção se construiu a estrada Lisboa-Porto; liberal; depois de Inglatera passou a Paris, onde fundou os Annaes das Sciencias, das Artes e das Letras), Sebastião José de Sampaio, e outros. Embarcados na fragata Amazona, que largou no dia 18 com destino à Terceira. No dia 25 chegaram a Angra que só seria do Heroísmo por causa das guerras liberais. A 26 desembarcam.

- Vandelli é convidado para membro da Sociedade Bahiense de Homens de Letras.

 
1811
 

- Fevereiro, 20. Registo do passaporte que o autoriza a partir para Inglaterra com o filho. Os ingleses intercederam pelos deportados, tendo uma fragata inglesa, Lavinia, acompanhado a Amazona desde o Tejo até à Terceira. Alguns presos e familiares partiram imediatamente para Inglaterra a bordo da Lavinia. No caso de Vandelli, intercede a Royal Society of London.

- Os franceses retiram de Portugal.

- Brotero assume a direcção do Real Jardim Botânico da Ajuda

 
1813
 
- Alexandre António Vandelli está casado com uma filha de José Bonifácio de Andrada e Silva, lente de Met e Min, Intendente Geral das Minas e Metais do Reino. A 11 de Agosto Alexandre Vandelli é nomeado interinamente Ajudante do Intendente. Em 1818 ou 1819, o sogro há-de fazer uma petição, dizendo que Domingos Vandelli morrera deixando a família na miséria, de modo que Alexandre passa a efectivo, mas a vida vai correr-lhe mal, porque há guerras entre os absolutistas da Fábrica das Sedas do Rato e os liberais da Ferraria do Alge.
 
1815
 

- Domingos Vandelli regressa a Portugal, após a paz geral.

- O Brasil é elevado à condição de reino.

- Batalha de Waterloo.

- Revolta liberal em Espanha.

 
1816

 

- "Limpeza da Cidade", manuscrito conservado na biblioteca do Beau Séjour, a provar que em 185-1816 Vandelli continuava a desempenhar as suas tarefas de conselheiro de D. João VI.

- A 27 de Junho, morre Domingos Vandelli.

- D. Maria I morre. D. João VI é proclamado rei de Portugal, permanecendo no Brasil. O Brasil considera-se metrópole, deixa de ser filho para se sentir mãe.

- Abade Correia da Serra é nomeado Ministro Plenipotenciário nos EUA. Colabora na elaboração dos estatutos da Philosophical Society of Philadelphia.

 
1819
 
- José Bonifácio de Andrada e Silva parte para o Brasil, onde será ministro de D. Pedro. Com o irmão e família incita D. Pedro à independência.
 
1820
 
- 24 de Agosto. Revolução liberal no Porto, fomentada por membros de uma sociedade secreta, o Sinédrio, alguns com ligações à Academia Real das Ciências.
 
1821
 

- 23 de Setembro: é aprovada a Constituição.

- D. Miguel, filho de D. João VI e D. Carlota Joaquina, regressa a Portugal. Era sócio da Academia Real das Ciências de Lisboa. Vai haver guerras na Academia, já as tinha havido, e Vandelli foi bode expiatório. A Academia, enquanto corpo maçónico, acolhera os franceses como libertadores. Barbacena foi a França cumprimentar Napoleão, quando Junot tomou o governo de Portugal.

- Correia da Serra regressa e retoma a secretaria da Academia.

 
1822
 

- Independência do Brasil, à qual está vinculada a familia dos Andradas, a que pertencia Alexandre Vandelli.

 
Bibliografia de Domingos Vandelli
   
   

 

 

 


hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano