-


 


 

 

 


 

 

O GAIO MÉTODO
Maria Estela Guedes* & Nuno Marques Peiriço**
IN: Actas do Congresso Luso-Brasileiro "Portugal-Brasil: Memórias e Imaginários", volume II, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 489-501, 2000
ANEXOS
Anexo A -Instrumento em pública forma com o teor de um termo de declaração que fez o alferes de Henrique Dias António Machado da Trindade:

Saibam quantos este público instrumento dado e passado em pública forma do ofício de mim tabelião virem que sendo no ano do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil setecentos oitenta e dois, aos vinte dias do mês de Fevereiro do dito ano nesta Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira, pelo Doutor Juiz de Fora Marcelino da Silva Pereira me foi mandado pusesse em pública forma o termo de declaração que fez o alferes de Henriques Dias António Machado da Trindade, ao que satisfiz por reconhecer por verdadeiro o dito termo cujo teor é da forma seguinte. Aos dezanove dias do mês de Fevereiro de mil setecentos oitenta e dois anos nesta Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira em pousada do Doutor Juiz de Fora de órfãos e do geral do crime e do cível, e Provedor da fazenda dos defuntos dos ausentes das capelas e dos resíduos Marcelino da Silva Pereira donde apareceu o alferes de Henriques Dias António Machado Trindade morador nesta mesma vila e o próprio de que se trata, declara que - no lugar chamado Mamo cabo freguesia de Santiago do termo da Vila e num lugar não cultivado entre um roçado novo do Padre João Gonçalves na parte do sul e da parte do norte nas cabeceiras de um sítio de Manuel Lopes Falcão em terras do capitão António Gonçalves de Aguiar e Sousa em distância desta vila duas léguas e meia mais ou menos em um riacho que fica no alto do monte e descendo por ele abaixo vai desaguarno rio Paranáossû que é o mesmo desta vila achara uma pedra grande de cobre que terá o comprimento de cinco palmos mais ou menos em parte terá dois de largo e em parte um e meio, e bem parece ser criado naquele lugar, por não ter vestígios alguns de ser fabricado e ali posto, a deixou no mesmo lugar que não examinou se havia mais alguma outra; e só vem denunciar esta achada para se fazerem os exames precisos das diligências para averiguar se haverá mais e sua quantidade o que fazia como fiel vassalo de Sua Majestade Fidelíssima que Deus guarde e para constar mandou o ministro fazer este termo que assinou com o dito e eu Jerónimo José Antunes Pereira escrivão o escrevi "Pereira" António Machado da Trindade.

O qual instrumento eu Luiz Caetano Moniz Barreto tabelião público do Judicial e notas nesta Vila de Nossa Senhora do Rosário do Porto da Cachoeira fiz tirar bem e fielmente do próprio termo a que me reporto e com ele e outro oficial da Justiça este conferi subscrevi concertei e assinei em público esta e os seguintes. Eu Luiz Caetano Moniz Barreto tabelião subscrevi

Em testemunho da verdade

Cónego Conferido por mim tabelião

Manuel ilegível Luiz Caetano Moniz Barreto

 
O GAIO MÉTODO-INDEX

 

 

 




 



hospedagem
Cyberdesigner:
Magno Urbano